Word & LaTeX: prós e contras

Here’s a very brief discussion on pros and cons of LaTeX and Word. If you already use LaTeX, this is (probably) no news.


O blog é especificamente sobre LaTeX, mas acho que talvez seja interessante ponderar as vantagens e desvantagens de “abandonar” o mundo Word. Como sempre, tudo tem dois lados, e utilizar LaTeX não é uma exceção: há claras desvantagens—embora a maior parte dessas desvantagens estejam relacionadas ao seu perfil, e não à linguagem. Vou dar minha opinião sobre Word e LaTeX abaixo, definindo prós e contras de cada um.

Word

Prós

Familiaridade: Sendo o editor mais conhecido no mundo, o Word é provavelmente a ferramenta mais utilizada. Consequentemente, seu orientador certamente domina o aplicativo—o que é importante, sem dúvida.

Facilidade: Word é WYSIWYG (‘What you see is what you get’), o que significa que tudo que você faz (conteúdo) é diretamente mapeado para a página (forma). Você não precisa aprender a lidar com scripts ou com uma sintaxe especial. Fazer tabelas, inserir figuras, contar palavras… tudo é muito “simples” e intuitivo. Ou seja: se você quer escrever algo rápido e simples, Word oferece a vantagem da praticidade.

Aceitação de periódicos/eventos: Infelizmente, muitos eventos/periódicos ainda não aceitam LaTeX em nossa área—principalmente no Brasil. Portanto, de nada adianta ter um artigo em tex se apenas doc é aceito. Isso é frustrante, porque conversões geralmente não são uma boa ideia.

Contras

Espaçamentos: O Word simplesmente não lida bem com espaçamentos entre caracteres (leia este post em inglês para entender).

Velocidade: Para documentos mais longos, o Word simplesmente atrasa a sua vida. Uma tese cheia de figuras e gráficos, por exemplo, causa lags frequentes.

Referências: É preciso ter um aplicativo separado para lidar com bibliografias. A interação com o Word não é tão ruim, mas programas como EndNote estão realmente longe do ideal (embora haja opções gratuitas).

Qualidade de layout: Sem dúvida docs são esteticamente inferiores a texs. Documentos em Word simplesmente não têm o aspecto profissional que você encontra em publicações standard. Talvez o layout seja uma das grandes vantagens do LaTeX (veja abaixo).

Ferramentas científicas: Se você precisa de fórmulas, equações, diagramas, estruturas não lineares… o Word se torna inutilizável. Mesmo utilizando assistente de fórmula, o resultado fica bem longe do que você encontra em livros-texto.


LaTeX

Prós

Velocidade e automatização: Um arquivo tex é rápido, já que trata de texto apenas. O output, em pdf, é obviamente mais rápido do que o doc, por razões óbvias. Links entre seções (também possíveis em Word) são facilmente implementados. O mesmo pode ser dito sobre figuras e gráficos, por exemplo.

Layout e ferramentas científicas: Se você é perfeccionista e procura o layout mais profissional possível, use LaTeX. A interação entre diferentes tipos de objeto e texto flui de forma excelente, algo raro em Word.

Compatibilidade: Diferentes versões de Word podem causar mudanças bruscas de formatação em um doc. TeX, por outro lado, não sofre com esse tipo de problema. OK, pacotes são atualizados, e alguns detalhes podem mudar, mas o nível de compatibilidade é suficientemente baixo para que você possa simplesmente presumir que seja zero—principalmente quando comparamos com docs. Um tex pode ser aberto em virtualmente qualquer lugar. Você pode editá-lo mesmo sem ter LaTeX instalado, porque não é preciso compilar um tex para editá-lo: o resultado final (pdf) é um arquivo independente do arquivo com o conteúdo (tex).

Pacotes: LaTeX é gratuito (open source). Há milhares de pacotes disponíveis para as mais variadas tarefas. Se você quer criar X, é bem provável que há um pacote para isso. Diferentes desenvolvedores pode adicionar funcionalidades a partir de pacotes—essa é a grande vantagem de sistemas open source (há outras, é claro). O número de desenvolvedores/programadores trabalhando no Word é limitado, o que significa que bugs demoram mais a serem corrigidos. Em sistemas abertos, como a Wikipedia, há um número absurdo de pessoas trabalhando constantemente para que a coisa toda funcione. Não há como competir: basta ver quantas pessoas ainda consultam a Britannica…

Aprendizado: Usar LaTeX é aprender, constantemente, coisas diferentes. Se você nunca programou, utilizar LaTeX será uma introdução básica: você possivelmente irá partir para outras linguagens depois. Isso porque o feedback é bastante instantâneo: você aprende algo, compila, e percebe que conseguiu criar uma estrutura bastante complexa. Isso é estimulante, como qualquer atividade em que você aprende constantemente. Além disso, para pessoas que não são da computação/programação, como eu, usar LaTeX é uma ótima oportunidade de “pensar” em códigos. Você passar a entender uma nova sintaxe, e aplicar seus conhecimentos intuitivamente para criar aquilo que o Word não consegue. Isso é excelente não apenas para artigos/teses/dissertações, mas para handouts e apresentações de slides: muito do que usamos em Linguística exige uma certa complexidade gráfica, e transmitir isso nem sempre é intuitivo—principalmente em editores de texto como o Word.

Contras

Basicamente, a desvantagem de LaTeX é a interface. Se você não se dá bem com computadores e sabe apenas o básico, dificilmente irá gostar de usar LaTeX. É preciso paciência e dedicação no início; coisas que antes eram simples são, de repente, complicadas; você vê erros e não sabe como corrigí-los, etc. Isso é comum a qualquer linguagem de programação, e simplesmente faz parte da coisa toda.

Por outro lado, se você gosta de desenvolver diferentes habilidades e se considera um usuário avançado, LaTeX será uma ótima opção. Se você está cogitando utilizá-lo é provável que você faça Mestrado ou Doutorado. Nesse caso, você certamente tem capacidade para aprender uma linguagem como TeX. Ou seja: as pessoas que normalmente procurarão LaTeX têm o nível de instrução necessário para aprender—afinal, pessoas que mal sabem usar um computador não devem estar pensando em publicar artigos científicos.

Se seu orientador não utiliza LaTeX, isso talvez seja um problema. A solução é utilizar pdfs para comentários… o que talvez não seja ideal, dependendo do tipo de orientador que você tem.

Conclusão

Para documentos pequenos e simples, Word sempre será uma boa opção. Para documentos complexos (acadêmicos), contudo, LaTeX será infinitamente superior. Se você  aplica rigor à forma do que produz (academicamente), utilizar Word realmente não é o caminho. A learning curve do LaTeX é um certo obstáculo, mas isso não deveria ser novidade se você está no mundo acadêmico—veja isso como uma oportunidade de desenvolver um skill técnico extremamente útil na sua educação/profissão.


PS: Um “meio-termo” seria usar o LyX, que basicamente transporta uma interface mais amigável mas utiliza, em grande parte, os mecanismos do LaTeX. No início (e para coisas não muito complexas), o LyX será excelente. Contudo, para estruturas não lineares (muito utilizadas em Linguística), ele deixará a desejar. Portanto, talvez o LyX seja uma boa “transição” entre Word e LaTeX, mas dificilmente será o “fim” do processo. Outras opções incluem comprar aplicativos que façam estruturas específicas, usar ferramentas online etc. Há várias opções (veja Utilidades).

Advertisements

3 thoughts on “Word & LaTeX: prós e contras

  1. Ótimo post, Guilherme! Por enquanto ainda me vejo alternando muito entre Word e Latex, principalmente pelos periódicos por aqui pedirem as versões doc dos artigos… Tenho usado bastante o Latex para fazer apresentações de slides beamer, já que, nesse caso, congressos não exigem o ppt.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s