Regras SPE (Rules)

Here, I go over simple feature matrices that describe three common phonological processes (based on a hypothetical language).


Construir matrizes de traços é algo relativamente fácil em Word—e o resultado é relativamente bom. Em LaTeX, fazer matrizes também é bastante intuitivo. Matrizes de traços são/foram importantes para descrever regras fonológicas no estilo SPE (Chomsky & Halle 1968). Mesmo que você não utilize matrizes em suas análises, é bem possível que as utilize em aulas, handouts etc.

Abaixo, dou um exemplo de uma regra hipotética em que vogais altas têm sua altura modificada (> média) quando seguidas de consoantes uvulares (em uma língua também hipotética com duas Cs uvulares). Suponhamos que essa língua tenha apenas três alturas vocálicas, e que o inventário vocálico seja simétrico. Em suma, a regra é: vogais altas > vogais médias / __[C(uv)]. Vejamos a versão em matriz de traços (nem todos os pacotes carregados são necessários para esta regra: o pacote MnSymbol, por exemplo, é carregado para caracterizar epêntese com um símbolo específico “ø”). Lembre-se: em LaTeX, há diversas variedades de símbolos, e você pode escolher o que mais lhe agrada. A seta que uso abaixo, por exemplo, está fora do modo matemático. Se você utilizar $\rightarrow$, verá que a seta será sutilmente diferente. Enfim, você pode escolher dezenas de setas, etc.

...
\usepackage{amsmath}
\usepackage{mathtools}
\usepackage{mathabx}
\usepackage{MnSymbol}
\usepackage{tipa}
...

\textipa{[i,y,W,u]} {\arrow} \textipa{[e,\o,7,o]}/\underline{\hspace{0.4cm}} \textipa{[q,\;N]}: $\begin{bmatrix*}[c] +syl\\+high \end{bmatrix*} $ {\arrow} $\begin{bmatrix*}[c] -high\\-low \end{bmatrix*} /$ \underline{\hspace{0.6cm}} $\begin{bmatrix*}[c] -cont\\-high \end{bmatrix*}$

Resultado:

SPE1


Vamos a mais um exemplo. Desta vez, uma regra de resolução de hiato (também na língua hipotética descrita acima). Aqui, vogais frontais são semivocalizadas ([ j ]) antes de uma outra vogal. Ou seja: [i,e,æ] > [j] / ___ V.

...
\usepackage{amsmath}
\usepackage{mathtools}
\usepackage{mathabx}
\usepackage{MnSymbol}
\usepackage{tipa}
...

\textipa{[i,e,\ae]} {\arrow} \textipa{[j]} / \underline{\hspace{0.4cm}} V: $\begin{bmatrix*}[c] +syl\\-back\\-round \end{bmatrix*} $ {\arrow} $\begin{bmatrix*}[c] -syl\\-cons \\+son \end{bmatrix*}  /$ \underline{\hspace{0.6cm}} $\begin{bmatrix*}[c] +syl \end{bmatrix*}$

Resultado:

SPE2


Por fim, uma regras de assimilação de ponto para nasal—extremamente comum. Aqui, consoantes nasais em coda assimilam o ponto da consoante (plosiva) seguinte, em posição de onset.

...
\usepackage{amsmath}
\usepackage{mathtools}
\usepackage{mathabx}
\usepackage{MnSymbol}
\usepackage{tipa}
...

$\begin{bmatrix*}[c] +nas\\+cor\\+ant \end{bmatrix*} $ {\arrow} $\begin{bmatrix*}[c] \alpha\hspace{0.15cm} place \end{bmatrix*}  /$ \underline{\hspace{0.6cm}} $\begin{bmatrix*}[c] -son \\ -cont \\ \alpha\hspace{0.15cm}place \end{bmatrix*}$

Resultado:

SPE3

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s